O uso da tecnologia em um consultório odontológico

263

O uso da tecnologia no consultório odontológico é uma novidade que tem ganhado os médicos e pacientes de todo o mundo. Isso porque a introdução de novidades científicas no ramo da saúde é capaz de tornar as consultas mais otimizadas e os tratamentos mais efetivos.

Além disso, a intersecção dos conhecimentos tem possibilitado que as técnicas criadas para as áreas da ciência da computação e robótica sejam utilizadas nos consultórios de dentista, aprimorando os resultados e melhorando a durabilidade dos acessórios odontológicos.

Assim, o desenvolvimento de softwares, robôs, impressoras 3D, inteligência artificial e vários outros dispositivos tecnológicos que antes eram utilizados apenas na indústria, podem melhorar os serviços disponibilizados, diminuindo os preços dos tratamentos e reduzindo o tempo necessário para a conclusão dos procedimentos dentários.

Quais são as tecnologias mais utilizadas

Estar atualizado quanto às últimas novidades tecnológicas referentes ao mercado da saúde oral é essencial para melhorar o serviço prestado e para manter o consultório mais relevante e em posições mais competitivas.

Deste modo, existem diversas formas para começar a modernizar os processos e atendimentos, mesmo durante a pandemia. 

Assim, é importante estar ciente das tecnologias que têm sido mais adotadas, no Brasil e em todo o mundo.

  1. Prontuário eletrônico

A criação de softwares de computadores que permitem a administração do consultório e o arquivamento eletrônico das informações dos pacientes facilita o desenvolvimento de todo o trabalho diário, gera economia e ainda agiliza o atendimento.

Por meio do prontuário eletrônico, os dentistas não precisam se preocupar com o arquivamento e a atualização de grandes quantidades de papel. 

Além disso, os atendimentos podem ser ordenados por datas ou por tratamentos, como de acordo com o dia em que foi realizado o clareamento dental e quando deve ser feita a manutenção.

Essas informações são armazenadas em sistema de cloud computing, o que garante a total segurança dos dados e o backup de todas as informações. 

Mais ainda, os softwares podem ser acessados por meio de um computador ou por qualquer dispositivo eletrônico com acesso a internet, como celulares e tablets, desde que os dados de login sejam atendidos.

  1. Teleodontologia

Durante o período pandêmico foi liberado o uso da teleodontologia, ou odontologia a distância, para o acompanhamento de tratamentos não emergenciais que já tenham sido iniciados previamente, como o monitoramento do uso do aparelho invisivel.

Esse tipo de consulta pode ser feito por meio de um aplicativo de chamada de vídeo e ajuda o dentista nas consultas pós-operatórias, reduz a espera nos consultórios e ainda permite a avaliação quanto à necessidade de manutenção em acessórios ortodônticos.

  1. Escaneamento intraoral

A produção de moldes de gesso, que viabilizam uma análise aprofundada das arcadas dentárias e a realização do planejamento necessário para a confecção da lente de contato dental, está ficando cada vez mais otimizada nos consultórios mais modernos.  

Isso porque, em seu lugar, o escaneamento intraoral tem permitido a formação de representações digitais extremamente precisas e instantâneas da cavidade oral dos pacientes. 

Por meio de uma leitura óptica que utiliza mais de mil imagens por segundo, esse tipo de escaneamento forma uma estrutura 3D de toda a arcada.

Além disso, com a utilização em conjunto com sistemas CAD/CAM, a equipe pode produzir impressões 3D e até projetar o tratamento, prevendo com precisão o resultado de cada uma das ações – como o uso do aparelho dental invisivel.

  1. Cirurgia guiada

Com a ajuda de um scanner intraoral, o dentista confecciona um molde da boca dos pacientes que precisam realizar tratamentos cirúrgicos de reposição dental. Esse molde é enviado para um laboratório que produzirá um guia.

No dia do procedimento, esse acessório é fixado à gengiva do paciente indicando ao profissional o local exato em que deve ser feita a incisão para aplicar o implante dentário. Isso reduz a necessidade de cortes ou de pontos, diminui a perda de sangue e facilita a recuperação.

Benefícios proporcionados por esses investimentos

Cada um desses dispositivos tecnológicos proporcionam benefícios diferentes para os consultórios. Contudo, de modo geral, o investimento em tecnologia representa uma importante vantagem competitiva perante o mercado.

Além do destaque que essas empresas recebem pela qualidade do serviço disponibilizado, deixar as clínicas mais modernas e digitais, permite a melhora de aspectos como:

  • Organização aperfeiçoada do escritório;
  • Melhora nos níveis de produtividade dos dentistas;
  • Facilidade na tomada de decisão;
  • Disponibilidade de tratamentos mais confortáveis;
  • Aumento da satisfação dos pacientes.

Assim, por meio do investimento tecnológico, é possível melhorar, também, a reputação da empresa e a criação de estratégias de marketing e publicidade mais efetivas. Atraindo novos pacientes e melhorando a fidelização dessas pessoas, visto que os tratamentos e atendimentos serão otimizados.Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe do blog Qualivida Online, site no qual é possível encontrar diversas informações e conteúdos sobre os cuidados com a saúde física e mental.

Usamos cookies para garantir que oferecemos a melhor experiência em nosso site. Se você continuar a usar este site, assumiremos que está satisfeito com ele. Aceito Consulte mais informação